Metaverso do Facebook vira piada por design ruim: 'Gráficos de 1995'

Metaverso do Facebook é criticado por design ruim: “níveis gráficos de 1995
Metaverso do Facebook é criticado por design ruim: “níveis gráficos de 1995" (Foto: Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
  • Mark Zuckerberg postou uma captura de tela da plataforma para comemorar o lançamento;

  • Em seguida, usuários do Twitter criticaram a rede social por conta de seu “design feio”;

  • A empresa gastou mais de R$ 50 bilhões em realidade virtual no ano passado.

A rede social em realidade virtual Horizon Worlds de Mark Zuckerberg foi duramente criticada nas redes sociais após seu lançamento na França e na Espanha. O principal ponto negativo atacado pelo público foi a baixa qualidade dos gráficos e seu “design feio”.

Para comemorar o lançamento do Horizon Worlds nos dois países europeus, O CEO da Meta postou uma captura de tela da plataforma desenvolvida para operar no metaverso. A imagem mostra o avatar de Zuckerberg em uma paisagem vazia, com apenas uma pequena versão da Torre Eiffel e da Catedral da Sagrada Família, de Barcelona.

Isso bastou para que uma enxurrada de críticas fosse despejada a respeito da má qualidade de design da plataforma. Usuários do Twitter classificaram os gráficos do Horizon World como uma versão "piorada" do jogo Second Life (jogo que simula a vida real e social através da interação entre avatares, criado em 1999).

Um jornalista do New York Time foi além. Kevin Roose tuitou que os gráficos da plataforma eram aparentemente piores do que "de games do Nintendo Wii, de 2008", apesar de a empresa ter gasto mais de US$ 10 bilhões em realidade virtual no ano passado.

A cientista de dados, Emily Gorczeski, também ironizou o design da plataforma fazendo um paralelo entre a tecnologia utilizada e o resultado obtido.

"Venha trabalhar para a Meta, onde os tecnologistas mais brilhantes do dia atingiram os níveis gráficos de 1995", escreveu Gorczeski

Em matéria da Forbes, o crítico de jogos Paul Tassi classificou a aparência do Horizon World como a pior já vista por ele.

"O problema é bastante óbvio. Se você é um investidor, e então o chefe da empresa dizendo que o metaverso é o futuro, a Meta tem um grande papel a funcionar nele, e eles continuam procriando coisas que parecem piores do que o que o futuro PlayStation Home em 2008, eu não sei como você [investidor] teria alguma confiança nessa visão, ou nessa pessoa", escreveu Tassi.