Metaverso vê vendas de imóveis chegarem a R$ 2,6 bilhões

·2 min de leitura
As vendas de imóveis no metaverso chegaram a US$ 500 milhões (R$ 2,6 bilhões) no ano passado e podem dobrar este ano, segundo investidores e empresas de análise. (Getty Images) (Getty Images/iStockphoto)
  • Vendas de imóveis no metaverso chegaram a US$ 500 milhões (R$ 2,6 bilhões) no ano passado

  • Especialistas apontam que os riscos são altos, mas a chance de ganhar dinheiro é maior

  • Até agora, as vendas de imóveis se concentraram nos “Big Four” do metaverso

As vendas de imóveis no metaverso chegaram a US$ 500 milhões (R$ 2,6 bilhões) no ano passado e podem dobrar este ano, segundo investidores e empresas de análise. As vendas de imóveis nas quatro principais plataformas do metaverso atingiram US$ 501 milhões (R$ 2,6 bilhões) em 2021, de acordo com a MetaMetric Solutions. As vendas em janeiro chegaram a US$ 85 milhões (R$ 450 milhões), disse o provedor de dados metaverso. Ele projeta que, nesse ritmo, as vendas podem chegar a quase US$ 1 bilhão (R$ 5,3 bilhões) em 2022.

Leia mais

O recente aumento nas vendas foi desencadeado pelo anúncio do Facebook em 28 de outubro de que estava mudando de nome para Meta para se concentrar no metaverso. As vendas de imóveis aumentaram quase nove vezes, para US$ 133 milhões (R$ 704 milhões), em novembro, segundo a MetaMetric. O crescimento das vendas diminuiu desde então, mas o total de vendas de janeiro ainda será mais de 10 vezes os níveis de janeiro de 2021.

Um relatório da BrandEssence Market Research descobriu que o mercado imobiliário metaverso deve crescer a uma taxa anual composta de 31% ao ano de 2022 a 2028.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

As vendas de imóveis no metaverso chegaram a US$ 500 milhões (R$ 2,6 bilhões) no ano passado e podem dobrar este ano, segundo investidores e empresas de análise. (Getty Images)
As vendas de imóveis no metaverso chegaram a US$ 500 milhões (R$ 2,6 bilhões) no ano passado e podem dobrar este ano, segundo investidores e empresas de análise. (Getty Images)

Recorde é de R$ 22 milhões

A Republic Realm pagou um recorde de US$ 4,3 milhões (R$ 22 milhões) por terrenos na maior plataforma imobiliária do metaverso, a Sandbox. A empresa está desenvolvendo 100 ilhas, chamadas Fantasy Islands, com suas próprias vilas e um mercado relacionado de barcos e jet skis. Noventa das ilhas foram vendidas no primeiro dia por US$ 15.000 (R$ 79 mil) cada e algumas agora estão listadas para revenda por mais de US$ 100.000 (R$ 530 mil).

Para os investidores, a grande questão é como atribuir valor e risco a um ativo cuja escassez é artificial e cujo futuro é uma lousa em branco. Mais de uma dúzia de plataformas agora estão vendendo imóveis no metaverso, com novos surgindo quase semanalmente. Até agora, as vendas de imóveis se concentraram nos “Big Four” – Sandbox, Decentraland, Cryptovoxels e Somnium. Há um total de 268.645 encomendas nas quatro plataformas, todas de tamanhos variados.

Sandbox domina o mercado, com 62% dos terrenos disponíveis nas quatro plataformas e três quartos de todas as vendas de terrenos em 2022, de acordo com um relatório da Republic Realm. Os 166.464 pacotes da Sandbox foram vendidos pelo equivalente em éter a US$ 12.700 em dezembro. As parcelas são 96 metros por 96 metros (106 jardas por 106 jardas). A Decentraland tem 90.600 parcelas, de 16 metros por 16 metros, e vendidas pelo equivalente em éter a R$ 76 mil cada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos