Metrô faz licitação para ampliar linha do monotrilho na zona leste de SP

RENATO FONTES
·2 minuto de leitura
SÃO PAULO, SP, BRASIL, 26-08-2019 - LANÇAMENTO ESTAÇÃO MONOTRILHO - Nova estação da Linha 15-Prata do monotrilho é inaugurada nesta segunda na Zona Leste de SP. Estação Jardim Planalto, na Avenida Sapopemba, começou a operar às 10h. Primeiras estações da Linha Prata foram entregues com dois anos de atraso. (Foto: Ronny Santos/Folhapress, CIDADES) ORG XMIT: AGEN1908261737941572
SÃO PAULO, SP, BRASIL, 26-08-2019 - LANÇAMENTO ESTAÇÃO MONOTRILHO - Nova estação da Linha 15-Prata do monotrilho é inaugurada nesta segunda na Zona Leste de SP. Estação Jardim Planalto, na Avenida Sapopemba, começou a operar às 10h. Primeiras estações da Linha Prata foram entregues com dois anos de atraso. (Foto: Ronny Santos/Folhapress, CIDADES) ORG XMIT: AGEN1908261737941572

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Metrô lançou neste sábado (19) licitações para ampliar a linha 15-prata (monotrilho), que atualmente vai da Vila Prudente até São Mateus (zona leste), em um trecho com 10 estações, e para execução das obras do novo túnel de ligação entre as estações Consolação (linha 2-verde) e Paulista (linha 4-amarela).

De acordo com o projeto, a linha 15-prata passará de 12,8 km para 18 km de extensão e terá 13 estações: Boa Esperança e Jacú Pêssego, além do Pátio Ragueb Chohfi para estacionamento e manutenção dos trens.

Segundo projeção do metrô, moradores da zona leste conseguirão reduzir em mais de 50% do tempo de deslocamento até o centro com as novas estações.

A companhia já realiza obras na linha para a construção da estação Jardim Colonial, com entrega prevista para 2021, acrescentando 1,8 km ao trajeto. Além disso, também faz obras da Subestação Primária Iguatemi, aumentando o fornecimento de energia elétrica e atendendo a ampliação do monotrilho.

Em fevereiro deste ano, um problema nas rodas das composições fez com que o monotrilho ficasse fechado até junho para manutenção.

Já no projeto que envolve as linhas 2-verde e 4-amarela, o objetivo é melhorar a conexão dos passageiros. Essa nova ligação vai ampliar a capacidade da transferência gratuita entre as estações, melhorando

o fluxo de deslocamento das pessoas.

De acordo com os projetos elaborados, essa nova conexão será feita através de uma nova passagem subterrânea. Com isso, a atual ligação deverá ser usada apenas para o deslocamento no sentido da estação Consolação, enquanto a nova atenderá aos passageiros que seguem para a estação Paulista.

Os editais de ampliação das linha 15-prata e de melhoria das linhas 2-verde e 4-amarela já estão disponíveis e as propostas devem ser recebidas em março de 2021.