Metrô Rio fecha acessos menos movimentados em 19 estações

Passageiros com máscara no metrô, na Zona Sul do Rio

Quem faz do metrô seu transporte usual deve ficar atento a alguns ajustes. De acordo com a assessoria da concessionária, apesar de todas as 41 estações do sistema estarem funcionando normalmente nesta semana, haverá o fechamento dos acessos menos movimentados de 19 delas, a partir desta segunda-feira. Os clientes, portanto, deverão usar as outras entradas existentes. É importante ressaltar que todas as estações das linhas 1, 2 e 4 estarão abertas, mas com os acessos menos movimentados fechados.

Ao todo, 30 entradas com menor movimento serão totalmente fechadas, e cinco encerradas em parte do dia, totalizando 35 acessos bloqueados (veja listagem completa abaixo). Em todas as estações afetadas, os clientes com algum tipo de dificuldade de locomoção continuam contando com infraestrutura de acessibilidade nos acessos que permanecem abertos.

Acessos fechados a partir do desta segunda-feira:

General Osório - acesso Complexo Rubem Braga

Siqueira Campos - acesso Figueiredo Magalhães

Botafogo - acessos Muniz Barreto / São Clemente (praia) / Nelson Mandela / Mena Barreto

Flamengo - acesso Praia de Botafogo

Catete - acesso Rua Silveira Martins

Glória - acesso Outeiro da Glória

Cinelândia - acessos Rio Branco / Pedro Lessa / Presidente Wilson / Santa Luzia

Carioca - acessos Av. Chile - Petrobrás (fecha às 15h) / Convento de Santo Antônio

Uruguaiana - acessos R. Uruguaiana (fecha às 20h) / Senhor dos Passos / Alfândega

Central - acessos Terminal Rodoviário (fecha às 20h) / Min. do Exército (fecha às 14h) / Praça da República (fecha às 14h)

Praça Onze - acesso Marquês de Sapucaí

Estácio - acesso Paulo de Frontin

Saens Peña - acessos Carlos de Vasconcelos / Heitor Beltrão / Major Ávila

Uruguai - acessos R. José Higino / R. Conde de Bonfim

São Cristovão - acesso Praça da Bandeira

Maracanã - acesso Supervia

São Conrado - acesso Estrada da Gávea

Jardim de Alah - acesso R. Almirante Pereira Guimarães

Nossa Senhora da Paz - acesso R. Maria Quitéria

A medida, segundo a concessionária, colabora com a diminuição de pessoas circulando na cidade, atendendo à política de enfrentamento ao coronavírus definida pelo Governo do Estado. Além disso, reduzir o contingente de funcionários necessários nas estações, preservando os colaboradores e garantindo, assim, a continuidade do serviço à população.

Em função das restrições de mobilidade e da suspensão de diversos serviços em toda a cidade, o MetrôRio registrou redução de 71% no fluxo de passageiros nesta sexta-feira, chegando a 78% de queda neste sábado, dia 21, comparados com movimento da semana anterior.

Atendendo a restrições previstas pelo Governo do Estado no Decreto nº 46.980, de 19 de março, desde o último sábado, dia 21, há pontos de controle nas estações Pavuna, Engenheiro Rubens Paiva e Acari. Nos locais, a Polícia Militar realiza a triagem de usuários que sejam trabalhadores de setores definidos como essenciais pelo Governo. Para embarcar, eles têm que mostrar a identidade, carteira de trabalho ou crachá funcional. Atestado médico, agendamento ou outro documento comprobatório da condição médica, para pacientes em tratamento de saúde também dá acesso ao.

Desde a última semana, o MetrôRio suspendeu temporariamente o atendimento presencial do Posto de Gratuidades, localizado na estação Central, e do Espaço do Cliente, na estação Carioca. A medida estará em vigor até o dia 30 de março, podendo ser estendida caso haja alterações no decreto do governo que estipulou o fechamento de locais com aglomerações. Da mesma forma, a concessionária também cancelou as apresentações no Palco Carioca nas 12 estações onde o espaço gratuito para apresentações de artistas é oferecido.