Metrô Rio lança campanha de conscientização durante carnaval: 'Unidos do Vagão'

Gilberto Porcidonio

RIO - O Metrô Rio inicia hoje uma campanha educativa com o objetivo de coibir o vandalismo e o assédio durante o Carnaval. A ação “Unidos do Vagão” pretende estimular o bom comportamento dos usuários do modal através de mensagens exibidas em vídeos e imagens pelas estações e trens, além das redes sociais da concessionária.

Com o tema carnavalesco, as mensagens são passadas de forma lúdica e usando uma linguagem jovem típica das redes, exibindo temas reprovados e proibidos no metrô, como retenção de portas, lixo, uso de garrafas de vidros e assédio. A imagem que conscientiza sobre o ato de urinar nas estações, por exemplo, vem escrito “E esse micão? Tá pagando no débito? Xixi aqui, não”. Todas as artes relatam atitudes que podem prejudicar os usuários do transporte público, pois os trens precisam ser retirados de operação para conserto das avarias, além do prejuízo financeiro.

— A campanha é focada em quem está indo curtir os blocos e esse é um período do ano em que falar muito sério e buscar um comportamento melhor não funciona muito bem. A linguagem mais lúdica é para pegar o folião que está ali naquele momento — disse Simone Pfeil, gerente de marketing do Metrô Rio.

Nos últimos dois anos os casos mais frequentes de danos ao patrimônio foram os furtos de equipamentos e cabos nas vias, além de pichações. Entre os equipamentos mais danificados nos trens estão vidros de janelas e portas, para-brisas, tetos, bancos e extintores. No ano passado, foram registrados 113 atos de vandalismo dentro dos trens e 16 registros dentro das estações. Recentemente, foi registrado, durante o retorno do público da Abertura do Carnaval no Rio de Janeiro, atos de vandalismo nas estações e no interior dos trens, resultando em quebra de dois validadores, de uma escada rolante, sete vidros de janelas, seis vidros de portas e três tetos.

‘Não é não’

Além do vandalismo, a ação também pretende coibir o assédio sexual dentro das composições e das estações do metrô. A mulher que se sentir assediada no metrô, deve procurar um dos agentes de segurança para que o assédio seja oficialmente registrado. A partir daí, a vítima e o agressor irão para a delegacia para que se faça o boletim de ocorrência.

— E é sempre bom lembrar o que a campanha diz: não é não — completou Simone.

Funcionamento do metrô

O Metrô Rio terá um esquema especial de funcionamento durante os principais blocos de carnaval, até o fi mde março, além de operação 24 horas durante os cinco dias de Carnaval. Todas as equipes de monitoramento dos trens e estações serão reforçadas. Além disso, o modal terá agentes de segurança em todas as estações para prestar informações, com apoio da Polícia Militar.

A operação da concessionária também terá alterações nas linhas e fechamento de estações para dominuir os impactos no fluxo e promover a mobilidade durante os eventos. O Metrô Rio solicita que os passageiros fiquem atentos às mudanças e adquiram os bilhetes de volta com antecedência para evitar filas. Os passageiros podem inserir créditos nos cartões Giro, unitário do MetrôRio ou o RioCard com antecedência.

Veja os horários de funcionamento do metrô:

Pré-Carnaval:

Sábado (15), das 5h às 23h59. Domingo, das 7h às 23h.

Carnaval:

Funcionamento direto das 5h de sexta-feira (21) às 23h59 de terça-feira (25).

Pós-Carnaval:

Funcionamento direto das 5h de sábado (29) às 23h de domingo (1º).