'Meu pai diz que não posso dormir com o meu namorado', afirma Maisa

Foto: Reprodução/Instagram (@maisa)

A apresentadora Maisa Silva, de 16 anos, namora há um ano e seis meses, mas não escapa da marcação cerrada dos pais. A jovem conta que ela e Nicolas sempre fazem passeios em família e frequentam um a casa do outro.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

Dormir juntos? Nem pensar. “Eu vou para a casa dele, ele na minha, as famílias veem com bons olhos. Às vezes meu pai é meio chato, diz: 'você não pode dormir com seu namorado'. A minha mãe sabe conversar mais”, contou a artista em entrevista ao ‘Conexão Repórter’, do SBT.

Leia também

Ainda segundo ela, embora os pais aprovem o namoro são bem preocupados com os dois. A jovem, no entanto, se vê muito responsável. Roberto Cabrini aproveitou o ensejo e questionou se o sexo acontecerá na hora certa. “Sim, exato”, resume ela.

Maisa e Nicolas eram amigos antes de começarem a namorar. A apresentadora não cansa de elogiar o companheiro. “Me sinto apaixonada. Primeira pessoa com quem me senti pronta para ter um relacionamento. É meu melhor amigo de verdade, isso faz dar certo. Não escondo nada dele. Ele entende a minha profissão, isso sempre foi uma preocupação para mim”, admite.

Durante a entrevista, Maisa também falou sobre a infância. Ela contou que sempre foi feliz e não entende as pessoas que afirmam que ela perdeu essa fase. A jovem conta que brincava de boneca nos bastidores do SBT e elogia seus pais pela educação rígida, pois isso foi o que a fez chegar até aqui com humildade.

“Eles controlavam para que eu não tivesse tudo, e agradeço por isso. Não sei como teria crescido tendo tudo nas mãos”, diz Maisa, que só notou a fama quando estreou na novela ‘Carrossel’, em 2012.

A fama fez bem porque fiz bom uso dela. Se você faz mau uso, se você usa para se sentir maior que as pessoas, para diminuir alguém ou não consegue administra-la dentro de você, a fama se torna sua maior inimiga. Esse show, as luzes, sei que não é para sempre, tenho que aproveitar o máximo possível", avalia.