Mia Khalifa volta a falar de Brasil e faz piada com fake news em que seria 'diretora antifraude eleitoral do Tribunal de Haia'

Depois de ser assunto na época da CPI da Covid, a ex-atriz pornô e influenciadora digital Mia Khalifa voltou a falar de Brasil, agora para fazer piada com a extrema-direita que propaga a tese de fraude ao sistema eleitoral brasileiro, sem apresentar provas. A libanesa postou no Twitter o print de uma fake news em que sua imagem estaria ligada a uma mulher cujo cargo seria a de "diretora do departamento antifraude eleitoral do Tribunal de Haia". O print, no entanto, também é fake: a conta que teria publicado o link original não existe, tampouco o site em questão.

Mia Khalifa: 'Eu sou a política brasileira, queridinho'

Quem é Mia Khalifa: conheça a ex-atriz pornô que virou meme na CPI da Covid

No post deste domingo, Mia escreveu: "Ok, neste momento eu deveria estar me perguntando se estou atrasado para o trabalho, acho que realmente tenho o posto".

Em junho do ano passado, Mia chegou a postar uma montagem sua na CPI da Covid, depois de seu nome ser citado nas discussões. O senador Luis Carlos Heinze (PP-RS) abordou uma pesquisa publicada na revista científica The Lancet que passou por retratação após falta de dados. Quando o parlamentar comentou o assunto, ele reforçou a versão de que tal pesquisa teria sido encomendada por uma empresa chamada Surgisphere, onde trabalharia, segundo ele, uma atriz pornô. Internautas então se lembraram dos boatos que continham a imagem da Mia Khalifa e um texto apresentando-a como uma cientista.

Internautas então se lembraram dos boatos que continham a imagem da Mia Khalifa e um texto apresentando-a como uma cientista.