Michelle Bolsonaro entrega prêmio da Fundação Banco do Brasil dedicado à primeira infância

ELIANE TRINDADE*
***ARQUIVO***BRASILIA, DF, 16.09.2019: A primeira dama Michelle Bolsonaro durante cerimônia de comemoração do Dia Nacional do Surdo, no Palácio do Planalto, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A primeira-dama Michelle Bolsonaro entregou prêmio especial dedicado à primeira infância na 10ª edição do Prêmio FBB de Tecnologias Sociais, promovido pela Fundação Banco do Brasil, na noite desta quarta-feira (16).

A mulher do presidente Jair Bolsonaro foi elogiada por Osmar Terra, ministro da Cidadania, pelo suporte aos programas sociais do governo, entre eles o Programa Criança Feliz, de atenção à primeira infância.

"Temos forte apoio da primeira-dama na atenção à primeira infância e no programa de atendimento a 800 mil crianças do Bolsa Família", discursou Terra.

Ao subir ao palco pela primeira vez na abertura da premiação, Michelle Bolsonaro saudou a Orquestra Jovem da Ceilândia, "minha cidade amada". Em seguida, leu um curto discurso.

"Sabemos que a transformação que queremos só será possível com a união de todos os setores da sociedade. A prática do voluntariado é um ato de humanidade, serenidade e amor. Exprime um trabalho que gera impactos benéficos para toda a sociedade", disse a primeira-dama.

Presidente da Pátria Voluntária, programa vinculado ao Ministério da Cidadania, ela foi chamada ao palco novamente para entregar o troféu de vencedor da categoria especial ao programa Primeira Infância Melhor, da Secretaria de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul.

Nesta 10ª Edição, o Prêmio FBB de Tecnologias Sociais teve 24 finalistas concorrendo em sete categorias nacionais e uma internacional.

Realizado desde 2001, a cada dois anos, a premiação já reconheceu 1.400 tecnologias sociais e passou a reconhecer também iniciativas da América Latina.

"Somos a maior premiação do terceiro setor e o prêmio está cada vez maior", disse o presidente da FBB, Asclepius Soares. "Por resolverem problemas complexos de modo simples as tecnologias sociais são apaixonantes e um convite para transformar o Brasil."

Entre as principais tecnologias sociais reconhecidas na noite está a de reuso de resíduos de vidro de aterros sanitários, desenvolvida pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná - Campus Toledo, vencedora na categoria Meio Ambiente.

Uma novidade desta edição foram as duas categorias em parceria com o Instituto C&A. Em Mulheres na Agroecologia foi premiada a iniciativa Mulheres Protagonistas no Beneficiamento de Produtos Agroecológicos, da Cooperativa Agropecuária de Alagoas.

Na categoria Algodão Agroecológico, a tecnologia social vencedora foi a desenvolvida pela Associação de Apoio a Políticas de Melhoria de Qualidade de Vida, Meio Ambiente e Verticalização da Produção Familiar, de Remígio (PB), que tem no algodão orgânico ferramenta de geração de renda.

Neste ano, a premiação recebeu 801 inscrições. Dessas, 123 tecnologias sociais passaram a fazer parte do Banco de Tecnologia Sociais da FBB, que passou a se chamar Plataforma Transforma.

É uma base de dados online que reúne metodologias reconhecidas por promoverem a resolução de problemas comuns a diversas comunidades brasileiras. São 1.110 iniciativas no total, disponíveis para reaplicação.

Ao final da cerimônia, Michelle Bolsonaro foi convidada novamente a subir ao palco para fazer uma foto ao lado dos músicos da orquestra da Ceilândia, cidade satélite onde nasceu. Na sequência, a primeira-dama saiu rapidamente do Ball Room do Royal Tulip Brasília Alvorada, cercada de seguranças e sem dar entrevista.


*A editora jornalista viajou a Brasília a convite da Fundação Banco do Brasil