Michelle Bolsonaro, ex-primeira-dama, vira garota-propaganda de cosméticos

Ex-primeira-dama está nos Estados Unidos com o ex-presidente Jair Bolsonaro

Ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro (Foto: JL ROSA/AFP via Getty Images)
Ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro (Foto: JL ROSA/AFP via Getty Images)

A ex-primeira-dama, Michelle Bolsonaro, está usando as redes sociais para anunciar produtos para a pele.

Ela está passando uma temporada nos Estados Unidos junto com o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Os dois embarcaram para Orlando em um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) no dia 30 de dezembro. Ainda não se sabe quando eles vão voltar para o Brasil.

No Instagram, Michelle postou vídeos curtos com legendas como: "produtos que amo" ou "peça o seu aqui".

"Olá, meus queridos. A gente está passando aqui hoje para mostrar para você dois produtos que eu amo do meu amigo Agustin Fernandez", falou ela.

"Um que eu uso antes de maquiar e outro que eu uso antes de dormir", contou.

Os produtos anunciados são de Agustin Fernandez, um dos melhores amigos da esposa de Jair Bolsonaro. Ele também era o maquiador oficial de Michelle.

Em setembro do ano passado, o profissional chegou a viajar a Londres para o velório da rainha Elizabeth II como integrante da comitiva presidencial, o que gerou polêmica nas redes sociais.

Michelle teve sigilos revelados

O governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) revogou, pela primeira vez, um dos sigilos impostos durante a gestão de Jair Bolsonaro (PL). O documento, enviado pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI) ao Estadão, mostra a lista de pessoas que visitaram a ex-primeira dama Michelle Bolsonaro no Palácio da Alvorada.

A informação foi requisitada inicialmente por um cidadão, durante o governo anterior, com base na Lei de Acesso à Informação (LAI). A resposta foi negada sob a justificativa de que o dado era pessoal e protegido por 100 anos.

Em dezembro, o Estadão apresentou novo pedido de acesso à lista, novamente negado. Foi apresentado um recurso e, já na gestão Lula, a solicitação foi atendida.

Por diversas vezes, Lula prometeu um ‘revogaço’ nos sigilos de 100 anos impostos por Bolsonaro.

Veja quem a visitou clicando aqui.