Michelle Yeoh revela motivo inusitado que a deixou fora de "Kill Bill"

Michelle Yeoh em
Michelle Yeoh em "Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo" (2022). Ao lado, Uma Thurman em "Kill Bill" (2003). (Foto: Distribuição/A24/Miramax)

Depois de “O Tigre e o Dragão” (2000), a atriz Michelle Yeoh quase atuou no sucesso “Kill Bill” (2003), filme comandado pelo cineasta e seu amigo de longa data, Quentin Tarantino. No entanto, o diretor decidiu deixá-la de fora do projeto e deu um motivo inusitado como justificativa.

A estrela do aclamado “Tudo Em Todo Lugar Ao Mesmo Tempo”, revelou que o diretor a achava tão incrível, que duvidava que o público acreditasse que ela seria capaz de apanhar de Uma Thurman, mesmo nas telonas.

“Já perguntei ao Quentin por que ele não me chamou pro filme. Ele é muito inteligente, e disse: ‘Quem acreditaria que a Uma Thurman consegue acabar com você?’”, contou em entrevista ao programa “Town & Country”.

A atriz nunca revelou qual papel quase interpretou no longa de ação, mas muitos fãs da obra acreditam que ela quase tenha pego o papel de O-Ren Ishii, que foi vivida pela atriz Lucy Liu (“As Panteras”).

"Kill Bill" gira em torno de um ex-assassina conhecida apenas como "A Noiva", que acorda de um coma de quatro anos decidida a se vingar de Bill, seu ex-amante e chefe, que tentou matá-la no dia do casamento. Movida pela vingança, ela acerta as contas com cada uma das pessoas envolvidas com a perda da filha, da festa de casamento e dos quatro anos da sua vida.

Depois de estrelar "Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo", Michelle Yeoh também estará no elenco de "Avatar: O Caminho da Água", que chega aos cinemas em dezembro deste ano. Recentemente, a atriz esteve em "Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis" e também já estrelou grandes produções em sua carreira.