Microsoft cita impacto do câmbio e corta previsão de lucro

(Reuters) - A Microsoft cortou sua previsão de lucro e receita trimestral nesta quinta-feira, tornando-se a mais recente empresa norte-americana a alertar sobre o impacto de um dólar mais forte e fazendo suas ações caírem.

"Empresas de software, incluindo a Microsoft, têm operações significativas fora dos Estados Unidos e acho que a Microsoft está sendo prudente antecipando-se às expectativas (do mercado) e sendo transparente em relação aos impactos da moeda", disse Steve Koenig, diretor administrativo da SMBC Nikko Securities.

A Microsoft, que obtém cerca de metade de sua receita fora dos Estados Unidos, reduziu sua previsão de receita para os três segmentos, que incluem produtos Windows, serviços em nuvem e computação pessoal.

A atividade de hedge corporativo aumentou à medida que mais empresas tentam proteger seus lucros contra o impacto das flutuações cambiais, em meio à inflação crescente.

É comum que as empresas se protejam de movimentos inesperados do mercado cambial, mas a urgência vem após anos de volatilidade cambial silenciosa, durante os quais as flutuações da moeda tiveram impacto limitado nos lucros.

A gigante da tecnologia espera que a receita do trimestre fique entre 51,94 bilhões e 52,74 bilhões de dólares, abaixo da faixa anterior de 52,4 bilhões a 53,20 bilhões de dólares.

A companhia cortou a previsão de lucro para 2,24 a 2,32 dólares por ação, ante expectativa anterior de 2,28 a 2,35 dólares por ação. Analistas preveem lucro de 2,33 dólares por ação e receita de 52,87 bilhões de dólares, segundo a Refinitiv.

Às 13h42 (horário de Brasília), a ação da empresa caía 1%, após ter chegado a recuar cerca de 3%.

(Reportagem de Nivedita Balu e Yuvraj Malik)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos