Microsoft vai cortar milhares de empregos--mídia

BENGALURU, Índia (Reuters) - A Microsoft planeja demitir milhares de funcionários e alguns dos cortes vão ocorrer em áreas como recursos humanos e engenharia, segundo informações publicadas pela imprensa nesta terça-feira.

"De uma perspectiva mais ampla, outra rodada de demissões na Microsoft sugere que o ambiente (para a indústria de tecnologia) não está melhorando e provavelmente vai continuar a piorar", escreveu o analista Dan Romanoff, da Morningstar.

A emissora britânica de televisão Sky News afirmou, citando fontes, que a Microsoft planeja demitir cerca de 5% de sua força de trabalho, ou cerca de 11 mil funcionários.

A empresa planeja cortar vagas em uma série de divisões de engenharia na quarta-feira, publicou a Bloomberg News, citando fonte. A Insider afirmou que a Microsoft pode demitir até um terço da equipe de recrutamento de pessoal.

A Microsoft não comentou o assunto. A empresa tinha 221 mil funcionários em tempo integral até 30 de junho, destes, 122 mil nos Estados Unidos e 99 mil em outros países.

Em outubro, o site de notícias Axios publicou que a Microsoft cortou 1.000 funcionários em uma série de divisões.