Migrantes resgatados pelo navio "Ocean Viking" chegaram à cidade francesa de Giens

Andaram à deriva durante semanas, mas foram acolhidos no sul de França. Os 230 migrantes, resgatados no Mediterrâneo, a bordo do navio humanitário "Ocean Viking" -que atracou no porto de Toulon na sexta-feira - chegaram no mesmo dia a Giens. Chegaram de autocarro e deram início aos procedimentos de pedido de asilo, nesta cidade nas proximidades de Hyères, na Riviera francesa.

Todos pediram asilo e vão ser entrevistados pelas autoridades, para garantir que não representam qualquer risco de segurança.

O navio não conseguiu encontrar um porto seguro para atracar depois da recusa de Itália, o que deu origem a um conflito diplomático entre Paris e Roma. O Ministro do Interior francês Gerald Darmanin anunciou que estas pessoas acabariam por ser divididos entre a França e 11 outros países da União Europeia.

Os migrantes vêm principalmente da da Eritreia, Egito, Síria, Bangladesh, Paquistão e entre eles contam-se 57 crianças.