Mil mães amamentarão seus bebês no Museu de Arte Moderna, no Flamengo

Ato já aconteceu em Santos (SP)

O Museu de Arte Moderna (MAM), no Flamengo, será, nesta segunda-feira, o cenário de um ato público em defesa da amamentaçao. Mil mães e bebês se reunirão nos jardins, às 9h,  para o maior encontro de aleitamento materno e alimentação complementar de 2019. Além disso, às 15h, o Cristo Redentor também irá receber um abraço das mães e bebês da Pastoral da Criança. Os dois eventos, organizados pela Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar (IBFAN) em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde (SES), marcam a abertura do 15º Encontro Nacional de Aleitamento Materno (Enam) e do 5º Encontro Nacional de Alimentação Complementar Saudável (Enacs), que acontecem no Rio até sexta-feira.

As ações ocorrerão junto à 3ª Conferência Mundial de Aleitamento Materno e da 1ª Conferência Mundial de Alimentação Complementar, todos no Centro de Convenções Sul América, no Estácio. A iniciativa conta ainda com o apoio do governo federal e de universidades públicas, e tem como de uma de suas madrinhas a atriz e escritora Maria Paula Fidalgo, que se tornou importante símbolo sobre a importância do amamentação. "Precisamos, cada vez mais, fortalecer o aleitamento. Esse evento serve para darmos empoderamento para o ato de amamentar, um direto humano que traz benefícios fundamentais para a vida da criança”, define o secretário de Estado de Saúde do Rio de Janeiro, Edmar Santos.

Este ano, o tema do encontro será "Amamentação como um direito humano a ser protegido" e contará com a presença de Cesar Victora, epidemiologista especialista em nutrição e saúde materno-infantil, e de convidados internacionais como o advogado David Clark, representante da Unicef, o pediatra Carlos Gonzales, Lawrence Grummer-Strawn, da Organização Mundial da Saúde (OMS) e Annelies Allain, da IBFAN internacional. "A amamentação é um direito humano, assim como a alimentação complementar para o bebê. Por isso, é fundamental que a gente possa dar subsídios para empoderar mães e pais na questão da amamentação exclusiva", explica Maria Inês Oliveira, presidente nacional do Encontro.

No evento, serão trabalhadas a importância de se discutir a alimentação infantil no mundo, que envolve questões políticas, sociais e econômicas, além de culturais; também a ética e a equidade na alimentação infantil no mundo; as políticas e as práticas de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno e alimentação complementar e, por fim, a formação e educação voltada para esses temas.

Já na ação que marca o abraço ao Cristo Redentor,  local  escolhido por ser um símbolo da cidade e estar no Parque Nacional da Tijuca, área de preservação ambiental, será lançado o manifesto "Amamentação e alimentação natural: uma ação climática!".

Programação no Museu de Arte Moderna (Av. Infante Dom Henrique, 85 - Parque do Flamengo)

9h – Boas-vindas às mães

9h30 – Apresentação do Coral do Colégio Adventista de Botafogo

10h – Abertura Oficial do Mil Mães Amamentando

10h30 – Apresentação do balé dos bebês e dança de mães

11h – Foto oficial do mamaço

11h30 - Apresentação do Acorde! Vocal

12h - Aulão de Yoga

12h30 – Encerramento