Mil mulheres e crianças correm 'risco imediato' em prisões da Líbia (Unicef)

·1 minuto de leitura
(11 out) Migrantes em um centro no subúrbio de Trípoli (AFP/Mahmud Turkia)

Mil mulheres e crianças correm um "risco imediato" em prisões superlotadas de Trípoli, juntamente com milhares de outros migrantes, alertou nesta terça-feira o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

“Um total de 751 mulheres e 255 crianças estão entre os milhares de migrantes e solicitantes de asilo detidos nas recentes prisões em massa" ocorridas na capital da Líbia, advertiu o escritório do fundo no país. “A segurança e o bem-estar” dessas mulheres e crianças, incluindo 30 bebês e cinco menores desacompanhados, correm um "risco imediato", acrescentou.

Autoridades líbias realizaram no começo do mês uma ampla operação policial, com o argumento oficial de combater o tráfico de drogas, mas que serviu para prender cerca de 5 mil migrantes e refugiados. A Líbia representa um importante ponto de passagem para dezenas de milhares de migrantes que tentam chegar à Europa, a maioria procedente de países da África Saariana.

Segundo o Unicef, o número de pessoas presas é "muito superior à capacidade" dos centros de detenção.

hme/ezz/awa/eb/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos