Milhares de checos pedem a queda do governo

Uma manifestação contra o governo checo juntou cerca de 70 mil pessoas na Praça Venceslau, em Praga. O protesto foi convocado por várias organizações políticas e civis, juntando grupos de extrema-direita e comunistas, para exigir a queda do executivo de Petr Fiala.

De acordo com a organização, a Chéquia devia ser neutra em termos militares e encetar negociações diretamente com quem fornece gás ao país, incluindo a Rússia.

A manifestação teve lugar um dia depois do governo ter sobrevivido a uma moção de censura, apresentada pela oposição pelo que dizem ser a inação governamental face à inflação e ao aumento dos preços da energia.

Para Petr Fiala, o protesto foi convocado por organizações pró-Kremlin e os seus participantes não defendem os melhores interesses da Chéquia.