Milhares de franceses pedem salários mais altos para combater inflação

A luta por salários mais altos e melhores condições de trabalho levou milhares de pessoas para a rua em França, trinta mil de acordo com o ministério do Interior, mais de cem mil, garantem os sindicatos.

Em Paris, a greve desta quinta-feira nos transportes públicos foi também aproveitada para criticar a abertura do setor a novas empresas, prevista para 2025 no coração da capital.

Os sindicatos pedem que o combate à inflação se efetue com aumentos efetivos nos salários, e não através do incentivo ao bónus por parte das empresas, que tem sido a via privilegiada pelo governo.

Apenas duas das 15 linhas de metro de Paris circularam sem problemas esta quinta-feira.