Milhares de pessoas fogem de graves inundações na Malásia

·1 min de leitura
Inundações em Shah Alam, no estado de Selangor, Malásia, em 1º de dezembro de 2021 (AFP/Arif KARTONO) (Arif KARTONO)

Milhares de pessoas tiveram que abandonar suas casas devido às graves inundações causadas pelas chuvas torrenciais incessantes em sete estados da Malásia, que já provocaram o deslocamento de 125 mil pessoas desde meados de dezembro.

A agência nacional de gestão de situações de emergência indicou que o mau tempo deve permanecer até a próxima terça-feira (4).

Cerca de 50 pessoas morreram até agora de causas relacionadas às condições meteorológicas, e outras duas estão desaparecidas, segundo fontes policiais.

O país do sudeste asiático sofre com inundações todos os anos, que regularmente provocam evacuações de grandes quantidades de pessoas.

No entanto, as autoridades foram surpreendidas agora por chuvas incessantes que começaram em 17 de dezembro, provocando o aumento do nível dos corpos d'água e inundando cidades.

Selangor, o estado mais rico e mais densamente povoado do país, que fica em torno da capital Kuala Lumpur, é uma das regiões mais atingidas.

Cerca de 117.000 pessoas que saíram de suas casas desde meados de dezembro puderam retornar, mas outras 10.000 tiveram que buscar refúgio em centros de socorro, segundo dados oficiais.

pl/reb/lpt/cls/me/eg/rpr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos