Milhares se manifestam contra vacina na Romênia, que registra recorde de casos de covid

·1 minuto de leitura
Manifestação em Bucareste contra a vacinação anticovid obrigatória do pessoal médico na Romênia, em 2 de outubro de 2021 (AFP/Daniel MIHAILESCU)

Milhares de pessoas protestaram em Bucareste neste sábado (2) contra a vacinação obrigatória do pessoal médico na Romênia, que registrou um novo recorde de casos diários de covid-19.

"Liberdade" e "fim da vacinação forçada", gritavam os manifestantes concentrados em frente à sede do governo, sob um significativo dispositivo policial.

"Em breve não poderemos sair de casa se não tivermos passaporte de vacinação, é uma violação de nossos direitos", disse à AFP Marian Enescu, um engenheiro de 45 anos que não usava máscara, como a maioria dos manifestantes.

A Romênia, onde apenas um terço da população está vacinada contra o coronavírus, um dos percentuais mais baixos da União Europeia, está imersa em uma agressiva quarta onda da pandemia.

Mais de 12 mil novos casos de covid-19 foram registrados no sábado, um número recorde desde o início da pandemia. Também morreram 184 pessoas.

Diante do agravamento da situação, o governo planeja estabelecer a vacinação obrigatória para profissionais da saúde ou exigir que façam um teste, pagando do próprio bolso, duas vezes por semana. A medida foi criticada por vários sindicatos.

mr/bat/eb/meb/ic

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos