ONU nomeia brasileiro José Viegas Filho representante para Guiné-Bissau

Nações Unidas, 4 mai (EFE).- O secretário-geral da ONU, António Guterres, designou nesta sexta-feira o diplomata brasileiro José Viegas Filho como seu novo representante especial para Guiné-Bissau e chefe do Escritório Integrado das Nações Unidas para a Consolidação da Paz nesse país (UNIOGBIS).

Viegas Filho, nascido em 1942 e com mais de quatro décadas de experiência no governo e na diplomacia, substituirá Modibo Touré, que completará sua missão neste domingo, anunciou Guterres em comunicado.

Nesse sentid, o secretário-geral expressou seu agradecimento a Touré por sua liderança e pelas conquistas da missão durante seu mandato à frente da UNIOGBIS.

Por sua vez, o novo representante da ONU atuou entre 2009 e 2012 como embaixador do Brasil na Itália, cargo que ocupou após sua passagem por Espanha, Rússia, Peru e Dinamarca, segundo um comunicado da ONU.

Também foi ministro da Defesa Brasil entre 2003 e 2004 e ocupou dois cargos importantes no Ministério das Relações Exteriores.

Entre 1992 e 1993 liderou a delegação brasileira que participou das negociações para reformar o Tratado de Tlatelolco - assinado inicialmente por 14 países em 1967 - para a desnuclearização da América do Sul.

Além disso, liderou entre 1995 e 1997 a missão brasileira nas deliberações para a proibição global das minas antipessoais.

O novo representante da ONU para Guiné-Bissau cumpriu igualmente diferentes dotações diplomáticas em Estados Unidos, França, Chile, a França e Cuba entre 1969 e 1990. EFE