Mohammed Ben Sulayem: quem é o milionário multi-campeão de rally dos Emirados Árabes eleito novo presidente da FIA

·1 min de leitura

Após despedida cheia de homenagens ao lendário Jean Todt, que permaneceu na presidência da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) por 12 anos, a entidade conheceu, nesta sexta-feira, seu novo presidente. Mohammed Ben Sulayem, empresário e multi-campeão de rally nos Emirados Árabes, foi eleito com 63% dos votos.

Nascido em Dubai, Bin Sulayem, de 60 anos, derrotou o advogado e comissário esportivo britânico Graham Stoker. Primeiro presidente não europeu da história da FIA, ele terá mandato de quatro anos.

O emiradense fez longa carreira no rally do Oriente Médio entre 1988 e 1995. Atuou em equipes como a Ford e a Toyota e sagrou-se campeão regional por 14 vezes.

Depois de se aposentar, Bin Sulayem passou a atuar nos bastidores, onde se constituiu como uma das mais poderosas figuras do esporte a motor na Ásia. Foi membro do Conselho de Esporte a Motor da FIA e até 2017 era vice-presidente de mobilidade e turismo da entidade.

Em entrevista ao site "Racefans" pouco antes da eleição, o empresário revelou que pretende equilibrar a vida em Dubai, onde mora, com os trabalhos nos escritórios da FIA, em Paris. Para isso, usará de seu jatinho particular, uma intenção que levantou dúvida entre os fãs, que questionaram o conflito em relação às propostas recentes de sustentabilidade do órgão.

O novo presidente se diz um grande entusiasta da diversidade, da sustentabilidade e da expansão do esporte a motor ao redor do mundo. Uma de suas plataformas de campanha é a proposta de um programa para identificar talentos internacionais nas áreas de engenharia, matemática, ciência e tencologia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos