Milionário processa ex-mulher por coleção de sapatos avaliada em R$ 2 mihões

Beth Shak posa em seu closet na divulgação do documentário 'God Save My Shoes'. (Divulgação/ Facebook)Daniel Shak, presidente de um fundo de investimento em Wall Street, entrou com uma ação contra a ex-mulher, Beth Shak, por causa da coleção de sapatos avaliada em R$ 2 milhões (US$ 1 milhão). O milionário alega que não sabia dos sapatos de grife que a mulher tinha.

Leia mais:
Governo pagará mais por sapato e roupa nacionais


Em entrevista ao New York Post, Daniel comenta que a esposa devia guardar os sapatos em um cômodo secreto no apartamento de R$ 15 milhões (US$ 7,5 milhões) que eles moravam na 5ª avenida, em Nova York, um dos lugares mais caros da cidade. O executivo pretende reaver 35% do valor gasto na compra dos sapatos.

Em matéria publicada no Mail Online, Beth desmente Daniel, dizendo que o closet de sapatos ficava no quarto principal do apartamento. Beth é aficionada por sapatos, já participou do documentário "God Save My Shoes" e lançou o site "Shoes R Forever", no qual dá dicas e fala das tendências sobre calçados. Ela possui em torno de 1200 pares em sua coleção, dos quais 700 são assinados por Christian Louboutin. Além disso, Beth revelou em sua página do Facebook que planeja criar sua própria marca de sapatos.

Carregando...

Siga o Yahoo Notícias