Militantes farão greve de fome em apelo para libertar Lula

AP Photo / Eraldo Peres

Onze militantes de movimentos sociais ligados ao Partido dos Trabalhadores começarão uma greve de fome. A ideia extrema tem como objetivo gerar comoção para tentar libertar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde o último dia 7 de abril em Curitiba. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

O protesto tomou corpo depois de seguidas derrotas no Supremo Tribunal Federal e deve começar no fim de julho, com respaldo da direção petista. Manifestantes prometem acampar na capital federal até que a situação de Lula seja revista.

Os militantes que estarão à frente do protesto são da Via Campesina, organização formada por 15 entidades. O PT também pretende entregar um abaixo-assinado a tribunais superiores em agosto, quando haverá ato para registrar a candidatura de Lula à Presidência.