Militar britânica contrai Ebola em Serra Leoa

(Dez/2014) Centro de tratamento do ebola em Conakry

Uma militar britânica do corpo médico foi contaminada com o víris Ebola em Serra Leoa, informou nesta quarta-feira o governo britânico, que enviou um avião para evacuá-la.

"Podemos confirmar que um membro da equipe sanitária do Exército britânico em Serra Leoa está com Ebola. Especialistas médicos avaliam a situação para assegurar que esteja recebendo o tratamento adequado", informou a Saúde Pública da Inglaterra, um órgão governamental.

A militar está hospitalizada em um centro especializado em Ebola na cidade de Kerry Town, no oeste de Serra Leoa.

As autoridades inglesas, que anunciaram a abertura de uma investigação para determinar como a militar contraiu a doença, disse que a decisão sobre o envio da paciente ao Reino Unido "ocorrerá no momento oportuno".

Serra Leoa conta com o maior número de infectados (11.466) pela epidemia que atingiu todo o oeste da África, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), e registrou 3.546 mortes.

Cerca de 24.000 pessoas contraíram o vírus do Ebola desde dezembro de 2013, em sua maioria na Libéria, Guiné e Serra Leoa.

No total, 9.807 pessoas morreram, segundo a OMS.