Militar da FAB assassina colega: detalhes do crime são revelados

Detalhes da perícia mostram que militar da FAB encostou pistola na cabeça de colega ao matá-lo
Detalhes da perícia mostram que militar da FAB encostou pistola na cabeça de colega ao matá-lo
  • Detalhes da perícia mostram que militar da FAB encostou pistola na cabeça do colega ao disparar;

  • Felipe e Kauan discutiram durante a troca de turno na manhã do último sábado;

  • Corpo de Bombeiro foi acionado, mas vítima já estava morta quando ambulância chegou ao local do crime.

O militar Felipe de Carvalho Sales, que matou o colega, Kauan Jesus da Cunha Duarte, na manhã do último sábado (19), encostou o cano de uma pistola na cabeça dele para executá-lo.

A coluna Na Mira, do Metrópoles, teve acesso aos detalhes da perícia, realizada pelo Instituto de Criminalística da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) e que mostram como o homicídio foi cometido.

Por volta das 7h da manhã, Felipe discutiu com Kauan no período de troca de turno e sacou uma pistola. Em seguida, atirou contra a cabeça do colega.

O Corpo de Bombeiro foi acionado, mas a vítima já estava morta quando a ambulância chegou ao local.

O Ministério da Defesa lamentou a morte do soldado por meio de uma nota. O órgão disse que acompanhará as investigações sobre o caso. Por se tratar de um crime militar, o inquérito deve ser conduzido pela FAB.

“É com profundo sentimento de tristeza e pesar que o Ministério da Defesa lamenta o incidente ocorrido, na manhã deste sábado (19.11), no alojamento da guarda, localizado no prédio anexo da Pasta, e que vitimou, por meio de disparo de arma de fogo, um militar da Força Aérea Brasileira (FAB)”, diz a nota.

“O Ministério rende as condolências aos familiares e amigos, pela irreparável perda. Neste momento de dor, a Defesa une-se às manifestações de solidariedade e de apoio à família, bem como acompanha a apuração e a investigação dos fatos, a serem conduzidas pela Força Aérea", termina o texto.

*As informações são do Metrópoles.