Militar da FAB mata colega dentro do Ministério da Defesa

Militar da Força Aérea Brasileira atirou na cabeça de colega dentro do Ministério da Defesa. Foto: Reprodução / Thalys Alcântara / Metrópoles.
Militar da Força Aérea Brasileira atirou na cabeça de colega dentro do Ministério da Defesa. Foto: Reprodução / Thalys Alcântara / Metrópoles.
  • Após discussão, soldado sacou uma pistola e disparou contra a cabeça do colega;

  • Briga entre os dois militares, no piso térreo do anexo do ministério, teria sido motivada por troca de turno;

  • O Corpo de Bombeiro foi acionado, mas quando chegou ao local o soldado já estava morto.

Uma briga entre dois militares da Força Aérea Brasileira (FAB), no Ministério da Defesa, terminou em morte na manhã deste sábado (19). Após uma discussão, Felipe de Carvalho Sales, de 19 anos, sacou uma pistola e disparou contra a cabeça de Kauan Jesus de Cunha Duarte, de mesma idade.

De acordo com a coluna Na Mira, do Metrópoles, a execução aconteceu por causa de uma discussão envolvendo a troca de turno entre os dois.

O corpo da vítima foi encontrado no piso térreo do anexo da pasta ministerial. O Corpo de Bombeiro foi acionado, mas quando chegou ao local o soldado já estava morto.

Peritos do Instituto de Criminalística (IC) seguem fazendo a perícia. Por se tratar de um crime militar, o inquérito será conduzido pela FAB, sem participação da Polícia Civil do Distrito Federal.

Ministro da Defesa será civil

O coordenador dos grupos técnicos da equipe de transição de governo, Aloizio Mercadante, afirmou na última sexta-feira (18) que o ministro da Defesa do governo do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), será um civil.

"O presidente [Lula] já disse isso publicamente, que o ministro da Defesa será um civil. Foi no governo dele e será [no novo mandato]", disse ele, segundo o g1.

A declaração da Mercadante foi dada em entrevista coletiva realizada na sede do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, onde atua a equipe de transição.

Criado em 1999, o Ministério da Defesa foi chefiado por civis nos governos Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Lula e Dilma Rousseff (PT).

Nos governos Michel Temer (MDB) e Jair Bolsonaro (PL), os militares passaram a comandar a pasta.

*Com informações do Metrópoles.