Militares encontram cadáveres em lares para idosos na Espanha

Usando uma máscara, idoso chega ao Hospital de La Paz em Madri

Militares espanhóis encontraram idosos abandonados, inclusive alguns mortos em suas camas, em casas de repouso afetadas pela pandemia do novo coronavírus, informou nesta segunda-feira (23) a ministra da Defesa, Margarita Robles.

"Vamos ser implacáveis e firmes em relação ao tratamento que se tem tido com os idosos nesses espaços. Em algumas visitas, o Exército viu idosos absolutamente abandonados, quando não mortos em suas camas", disse a ministra à emissora Telecinco.

O Exército tem se encarregado de intervir e desinfetar lares de idosos, depois que dezenas de mortes ocorrerem nesses estabelecimentos, principalmente nas regiões de Madri e Castilla-La Mancha, no centro do país.

Diante das "situações extremas e más condições de salubridade" de alguns lares de idosos e a verificação de "moradores falecidos", o Ministério Público anunciou que abriria uma "investigação com objetivo de determinar a gravidade dos atos e suas possível relevância penal".

"As residências de pessoas idosas são prioridade máxima para o governo. Vamos exercer o máximo controle nesses espaços. Temos mobilizado todos os meios que acreditamos ser imprescindíveis para controlar esses locais", indicou durante coletiva de imprensa o ministro da Saúde, Salvador Illa.

A Espanha é o segundo país mais afetado pelo vírus na Europa, com mais de 33.000 casos notificados e cerca de 2.200 mortos.