Militares ficam feridos após queda de paraquedas em treinamento do 7 de Setembro no Rio

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Ao menos dois militares ficaram feridos após caírem de paraquedas, na tarde desta terça-feira (6), em Copacabana e Ipanema, bairros da zona sul do Rio de Janeiro.

Eles participavam de treinamento para a demonstração em homenagem aos 200 anos da Independência, nesta quarta (7). O evento no Rio foi marcado para Copacabana.

Em nota, o Comando Militar do Leste afirma que "alguns militares pousaram fora do local previsto por conta de rajadas de vento, evento meteorológico ocasional".

Participavam do treinamento a equipe de Salto Livre do Exército Brasileiro, os Cometas, e a Equipe Salto Livre da Força Aérea Brasileira, os Falcões. "Ressalta-se que as equipes são compostas por atletas de alto nível e participam de competições nacionais e internacionais com resultados expressivos", diz o texto.

O Corpo de Bombeiros foi acionado nos dois casos. O primeiro acidente foi registrado pela corporação às 15h25 na rua Raul Pompeia, em Copacabana. Segundo os bombeiros, Izaquiel Luiz, 35, teve ferimentos graves e foi levado para atendimento médico no hospital Miguel Couto.

Em nota, a Polícia Militar afirmou que policiais do 19° BPM (Copacabana) foram acionados para checar a informação de que um paraquedista teria saído da rota do seu voo e caído em uma árvore.

"De acordo com o comando da unidade, no local os militares encontraram um homem ferido caído ao solo. A área foi isolada pelos policiais que acionaram o Corpo de Bombeiros."

O segundo caso foi registrado pelos bombeiros por volta das 16h na rua Antônio Parreiras, em Ipanema. Conforme a corporação, o suboficial da Aeronáutica Roberto Pereira, 40, caiu em um telhado de um imóvel da região.

Ainda de acordo com os bombeiros, ele teve ferimentos leves e foi levado para atendimento médico em uma ambulância do Exército.