Minha família pegou Covid, mas por que alguns testaram negativo mesmo com sintomas?

Como jornalista de ciências, li dezenas de artigos de pesquisa sobre a Covid-19 e entrevistei tantos virologistas, infectologistas e imunologistas nos últimos dois anos que perdi a conta. Mas nada me preparou para o que aconteceu depois que minha filha de 7 anos deu positivo para Covid-19 há quase duas semanas.

Conheça as características: Quem são os super-resistentes à Covid-19

Veja o passo a passo: Treino completo de apenas 7 minutos usando só uma cadeira

Alzheimer: Depois de 30 anos, estudo apresenta nova teoria sobre origem da doença

Começou do jeito que você poderia esperar: em uma noite de domingo, minha filha teve febre. Na manhã seguinte, recebemos um e-mail informando que ela havia sido exposta ao coronavírus na sexta-feira na escola. Fiz um teste de antígeno nela, que rapidamente deu positivo. Resignei-me à possibilidade de que toda a família fosse pegar Covid-19.

Mas nós não pegamos — não exatamente. Eu, por exemplo, nunca desenvolvi sintomas ou testei positivo. No dia em que minha filha testou positivo, meu filho de 11 anos anunciou que não estava se sentindo bem e começou a desenvolver sintomas clássicos de coronavírus: dor de cabeça, fadiga, dor de garganta, coriza. Meu marido seguiu dois dias depois com dor de garganta e nariz entupido. No entanto, apesar de fazerem testes diários por sete dias seguidos, meu marido e filho nunca deram positivo para Covid-19 — inclusive em testes de PCR realizados no quinto dia de sintomas do meu filho e no terceiro do meu marido. (E sim, também fizemos alguns cotonetes na garganta .)

Quebramos a cabeça sobre o que poderia ter acontecido: meu marido e meu filho pegaram Covid, mesmo que nunca tenham testado positivo? Ou eles tinham outro vírus que causou sintomas idênticos e os infectou logo após serem expostos à Covid-19? (Nosso pediatra disse que isso era improvável.) Por que eu não fiquei doente? Liguei para especialistas em imunologia, microbiologia e virologia para saber a opinião deles.

A vacinação muda a forma como seu corpo reage ao vírus

Uma das primeiras perguntas que os especialistas me fizeram foi se minha família estava vacinada. Sim, eu disse: meu marido e eu estamos vacinados e reforçados, e nossos filhos estão vacinados, mas receberam o reforço ainda. Essa é uma pergunta relevante porque, se você estiver exposto ao vírus que causa a Covid-19, “seu sistema imunológico entra em ação muito mais rápido se você for vacinado do que não vacinado”, disse Gigi Gronvall, imunologista do Johns Hopkins Center for Health Security em Baltimore. E essa resposta rápida muda tudo sobre o que acontece a seguir.

Queridinho dos brasileiros: Café reduz risco de morte em até 31%, aponta novo estudo; entenda como e quanto deve ser ingerido para atingir o benefício

Reforço: Governo libera quarta dose contra Covid-19 para pessoas acima de 50 anos e profissionais de saúde

Primeiro, a rápida reação imunológica diminui a taxa de reprodução e disseminação viral. “É para isso que as vacinas existem — para educar seu sistema imunológico para que ele dê um salto sobre os invasores antes que eles possam se replicar fora de controle”, disse Gronvall. Como o vírus não se replica tão rapidamente em pessoas vacinadas, elas podem ter menos probabilidade de testar positivo para Covid-19 após a exposição ao coronavírus, porque seu sistema imunológico “mantém a carga viral abaixo do nível de detecção”, disse Juliet Morrison, microbiologista da Universidade da Califórnia em Riverside.

É possível, então, que meu marido e filho tenham pegado Covid-19, mas seus sistemas imunológicos vacinados se defenderam tão bem da infecção que eles nunca tiveram proteínas virais suficientes no nariz ou na garganta para testar positivo. E seus testes negativos contínuos provavelmente significam que eles nunca foram tão contagiosos, disse Morrison.

Ainda assim, meu marido e filho seguiram as orientações dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), que dizem que se você for vacinado, foi exposto à Covid-19 e desenvolver sintomas, mas testar negativo, deve continuar usando máscara por 10 dias enquanto estiver perto de outras pessoas. Na verdade, todos na casa que eram sintomáticos ficaram sem contato com ninguém de fora por sete dias. Fiz algumas tarefas fora de casa, mas usei uma máscara N95 ou KF94, caso estivesse incubando uma infecção.

Para reduzir a propagação entre os membros da família, abrimos as janelas, comemos ao ar livre e usamos máscaras quando nos lembramos – mas vou ser honesta e admitir que nossas precauções relaxaram após vários dias, especialmente quando meu marido e filho também desenvolveram sintomas .

Você pode se sentir doente mesmo que o vírus esteja sob controle

Se meu marido e filho nunca deram positivo, por que eles se sentiram doentes? Mesmo que uma pessoa vacinada não tenha muito vírus em seu corpo, ela ainda pode ter sintomas poderosos de Covid, disseram os especialistas. Isso porque muitos sintomas de doenças – febre, mal-estar, coriza, fadiga – são na verdade causados ​​pela resposta do sistema imunológico ao vírus, e não pelo próprio vírus, disse Gronvall.

Entenda: O avanço da variante BA.2 está por trás do aumento de casos de Covid no país

Entrevista: 'A natureza nos ensina que podemos retardar os sintomas do Alzheimer em 30 anos', diz neurocientista

E quanto ao motivo de eu me sentir bem, a Dra. Morrison disse que talvez meu sistema imunológico tenha combatido o vírus tão rapidamente que nem tive a chance de me sentir doente. "Parece-me que você foi definitivamente exposta", disse-me a Dra. Morrison. Mas, ela explicou, talvez eu tivesse altos níveis de anticorpos da vacina ou células imunes chamadas células T que foram capazes de matar o vírus invasor antes que ele tivesse a chance de alertar as partes do meu sistema imunológico que incitariam os sintomas.

Tudo isso dito, ninguém sabe realmente o que aconteceu comigo, meu filho ou meu marido. Quando se trata de entender como a Covid-19 afeta o corpo, “há tantas questões em aberto”, disse Raul Andino, virologista da Universidade da Califórnia, em São Francisco, e as pessoas podem ter experiências diferentes por muitos motivos diferentes. Por exemplo, disse o Dr. Andino, é possível que o vírus esteja se replicando em partes do corpo do meu marido ou do meu filho que os testes não alcançaram. Pesquisas sugerem que o coronavírus pode se replicar no pâncreas, coração, cérebro, rins e outros órgãos , embora a vacinação possa reduzir a chance de o vírus se espalhar para fora do sistema respiratório.

Minha família não é a única que teve a experiência bizarra de desenvolver sintomas de coronavírus, mas testou repetidamente negativo. Dr. Andino disse que ele e seus colegas estão realizando estudos nos quais seguem e testam repetidamente famílias inteiras depois que uma pessoa em casa dá positivo para Covid-19. “O que vemos é exatamente o que você descreveu – que algumas pessoas na casa não testam positivo”, mesmo que tenham sintomas, disse ele. Quando perguntei aos meus seguidores do Instagram se eles tiveram uma experiência como a da minha família, recebi dezenas de respostas “sim” e histórias que pareciam muito com as nossas.

A maioria das pessoas com exposição e sintomas ao Covid-19 testará positivo

Os especialistas com quem conversei também fizeram uma ponderação muito importante: há uma diferença entre nunca testar positivo e ainda não testar positivo. Meu marido e filho continuaram a se testar por uma semana depois de desenvolver os sintomas, então minhas fontes disseram que é improvável que eles testassem positivo. Mas muitas pessoas testam apenas por alguns dias e, frustrantemente, você não pode tirar conclusões claras de apenas alguns testes negativos.

Como eu disse anteriormente, quando as pessoas são vacinadas contra a Covid-19, seus sistemas imunológicos estão preparados para combatê-lo rapidamente e geralmente desenvolvem sintomas mais cedo do que as pessoas não vacinadas – alguns dias antes de poderem testar positivo. Portanto, quando as pessoas testam apenas alguns dias após o desenvolvimento dos sintomas, seus resultados negativos não significam necessariamente que não têm Covid-19. No entanto, algumas pessoas assumem nesse momento que não têm o coronavírus e param de tomar precauções. “Eles podem relaxar as medidas de mitigação quando ainda estão espalhando bastante vírus”, disse Gronvall.

Diante dessas descobertas, a Dra. Gronvall disse que, idealmente, as pessoas que receberam duas ou três doses de vacina devem fazer o teste assim que começarem a desenvolver sintomas, mas continuar a testar no quarto ou quinto dia dos sintomas, pois os testes que deram negativo antes disso podem ser falsamente tranquilizadores. Para fazer isso, no entanto, você precisa ter acesso a muitos testes.

Quanto à nossa família, todos já estão totalmente recuperados. O mistério do que aconteceu em nossa casa continua me consumindo, mas é superado pelo meu alívio por termos tido uma experiência tão leve – e por isso temos que agradecer às nossas vacinas contra a Covid-19.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos