Ministério da Justiça autoriza uso da Força Nacional na posse de Lula

O Ministério da Justiça autorizou a utilização da Força Nacional na posse do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A tropa poderá ser empregada a partir desta quarta-feira até o dia seguinte da cerimônia, 2 de janeiro.

Os integrantes da Força atuarão "em apoio à Polícia Rodoviária Federal, nas atividades de escoltas", de acordo com o texto, na chamada Operação Posse Presidencial 2023.

A portaria autorizando o uso foi publicada nesta quarta-feira no Diário Oficial da União (DOU) e é assinada pelo ministro substituto da Justiça, Antonio Ramirez Lorenzo, que é secretário-executivo da pasta.

A segurança na cerimônia de posse é uma preocupação da equipe de Lula, especialmente após grupo de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro tentar realizar um atentado a bomba nos arredores do aeroporto de Brasília.

A equipe de segurança do presidente eleito defende que ele não trafegue em carro aberto, mas o entorno mais próximo de Lula diz que ele resiste à ideia de percorrer o trajeto em carro blindado no domingo.

A Força Nacional é formada por policiais dos estados e é coordenada pelo Ministério da Justiça, que autoriza seu uso mediante solicitação dos governos locais.