Ministério da Saúde apresenta diretrizes sobre distanciamento social para Estados e municípios

Ruas vazias e comércios fechados no centro de São Paulo (SP) em meio à pandemia de coronavírus

SÃO PAULO (Reuters) - O Ministério da Saúde apresentou nesta segunda-feira uma série de diretrizes sobre distanciamento social para auxiliar Estados e municípios nas medidas de combate ao coronavírus, com avaliações quantitativas e qualitativas para a determinação das restrições.

Segundo documento divulgado pela pasta, as avaliações resultarão em cinco possibilidades de isolamento, que vão desde o distanciamento social seletivo mais brando até a restrição máxima.

Pelas avaliações quantitativas, serão verificados capacidade hospitalar instalada, epidemiologia, velocidade de crescimento da pandemia e índice de mobilidade urbana. A partir da pontuação de cada Estado e município, serão determinados os riscos (de muito baixo a muito alto) e as medidas de isolamento a serem tomadas.

De acordo com o ministério, as medidas adotadas deverão ser monitoradas diariamente e reavaliadas semanalmente por governadores, prefeitos e secretários locais.

"É de responsabilidade da autoridade de saúde local a tomada de decisão sobre a adoção ou flexibilização de medidas não farmacológicas", destacou a pasta.


(Por Gabriel Araujo)