Ministério da Saúde decreta emergência em saúde pública em terras Yanomami

O Ministério da Saúde declarou emergência de saúde pública em decorrência da desasisstência do povo Yanomami, em edição extra do Diário Oficial da União ne sexta-feira. A determinação, assinada pela Ministra Nísia Trindade, orienta que haja coordenação para reestabelecer o oferecimento de serviços de saúde à população que enfrenta sérios casos de desnutrição, entre outras doenças.

A pasta informou que desde a última segunda-feira, 16, equipes foram à região Yanomami, território indígena com mais de 30,4 mil habitantes. Lá, os "especialistas se depararam com crianças e idosos em estado grave de saúde, com desnutrição grave, além de muitos casos de malária, infecção respiratória aguda (IRA) e outros agravos", diz o comunicado.

Ontem, foi anunciado que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deverá ir à Roraima para visitar o povo Yanomami neste sábado. Nas redes, o Lula disse que as informações recebidas indica “absurda situação de desnutrição de crianças Yanomami”. Localizada em Roraima e Amazonas, a região é alvo da forte presença do garimpo ilegal. Entre as marcas deixadas pela ilegalidade, a população sofre com a poluição de rios e contaminação de peixes por mercúrio e danos ambientais, além da falta de segurança.