Ministério da Saúde distribui 2,9 milhões de doses de CoronaVac; veja quanto cada estado deve receber

O Globo
·2 minuto de leitura

BRASÍLIA - O Ministério da Saúde anunciou neste sábado o início da distribuição de 2,9 milhões de doses da vacina do Instituto Butantan, a CoronaVac. Nessa etapa, segundo o órgão, serão prioridade as pessoas com 90 anos ou mais e os profissionais de saúde.

Essa fase de distribuição deve ser concluída até a próxima segunda-feira, segundo o órgão. O governo federal levará a vacina aos estados, que distribuirão as doses aos municípios.

Leia também:

O Butantan fechou contrato com o Ministério da Saúde para entrega de 46 milhões de doses da CoronaVac até abril e negocia a produção de 54 milhões de frascos adicionais até setembro. Há 20 milhões de doses em negociação que atenderiam ao período entre setembro de 2021 e janeiro de 2022.

O Instituto Butantan estima que até agosto consiga entregar ao Programa Nacional de Imunização (PNI) os 100 milhões de doses de vacina contra o coronavírus negociados pelo governo federal. A produção, porém, ainda depende da chegada de mais insumos.

O Butantan já entregou 8,7 milhões doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde. O instituto está vendendo a dose da CoronaVac ao governo federal por R$ 55.

Veja quanto vai receber cada estado

Rondônia - 36.600

Acre - 6.400

Amazonas - 96.200

Roraima - 3.600

Pará - 64.400

Amapá - 15.000

Tocantins - 45.600

Maranhão - 71.400

Piauí - 36.600

Ceará - 115.000

Rio Grande do Norte - 46.800

Paraíba - 56.200

Pernambuco - 118.200

Alagoas - 34.800

Sergipe - 23.800

Bahia - 186.200

Minas Gerais - 315.000

Espírito Santo - 54.400

Rio de Janeiro - 282.200

São Paulo - 693.400

Paraná - 147.200

Santa Catarina - 85.000

Rio Grande do Sul - 193.200

Mato Grosso do Sul - 32.000

Mato Grosso - 30.600

Goiás - 77.800

Distrito Federal - 37.400