Ministério da Saúde formaliza intervalo de quatro meses para dose de reforço

·1 min de leitura

BRASÍLIA — O Ministério da Saúde publicou nota técnica nesta segunda-feira em que determina que o intervalo da dose de reforço para a vacina contra a Covid-19 deverá ser de quatro meses. Antes, eram cinco. Esta é a segunda vez em 40 dias em que a pasta reduz o prazo, originalmente de seis meses.

A decisão vale para toda a população a partir de 18 anos que já completou o esquema vacinal com duas doses de AstraZeneca, de CoronaVac ou de Pfizer. Para quem recebeu a dose única da Janssen, o reforço deve ser feito depois de dois meses, com a mesma vacina.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos