Ministério da Saúde libera aplicação de vacinas reservadas para segunda dose

Natália Portinari
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA - O Ministério da Saúde anunciou, neste domingo, a liberação das vacinas reservadas para segunda dose. Se quiserem, os estados podem aplicar agora esses imunizantes, segundo o governo federal. A justificativa é a aceleração da produção de doses pelos institutos.

Segundo nota, o ministério "autorizou o uso da totalidade de vacinas armazenadas pelos estados para a segunda aplicação para utilização imediata, ampliando assim o número de vacinados no Brasil".

A recomendação vale para os imunizantes entregues neste final de semana, 5 milhões de doses do Butantan e da AstraZeneca, produzidas pela Fiocruz.

A assessoria do órgão informou que estão contempladas na liberação todas as vacinas reservadas pelos estados, inclusive as que haviam sido enviadas antes desse final de semana.

No sábado, um informe técnico havia liberado o uso das vacinas reservadas para as remessas entregues na última terça e neste sábado (etapas 8 e 9). Agora, o ministério liberou também as vacinas já enviadas anteriormente (etapas 5, 6 e 7).

A medida atende a um pedido feito pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), na sexta-feira, que solicitou ao governo federal a mudança nas regras de armazenamento de segunda dose no programa de vacinação contra a Covid-19.