Ministério da Saúde quer R$ 1,9 bilhão para comprar vacinas contra Covid-19

·1 minuto de leitura
Paciente com Covid-19 é atendido no Hospital Municipal Raul Sertã, em Nova Friburgo

O Ministério da Saúde quer garantir R$ 1,9 bilhão para a compra de 100 milhões de doses da vacina contra o novo coronavírus. De acordo com o órgão, a Medida Provisória para viabilizar o crédito está em estudo no Ministério da Economia.

Em coletiva de imprensa nesta segunda-feira, secretários da pasta explicaram que o valor é necessário para subsidiar as despesas com a vacina, do total, R$ 1,3 bilhão será destinado ao pagamento do laboratório AstraZeneca em parceria com a Oxford, previsto no contrato de encomenda tecnológica feito pelo Ministério da Saúde.

Leia também

O restante do valor será utilizado para pagar o processamento final da vacina pela Bio-Manguinhos, da Fiocruz (R$ 522,1 milhões); e para investimentos necessários para absorção da tecnologia de produção pela Fiocruz (R$ 95,6 milhões).

Crédito extraordinário é uma modalidade de crédito feita para que o governo possa atender despesas urgentes e imprevisíveis, e só pode ser pedido e autorizado com a aprovação de uma medida provisória. As MPs são editadas pelo governo e têm força de lei assim que publicadas. Contudo, precisam do aval do Congresso em até 120 dias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos