Ministério da Saúde reduz em 3,9 milhões previsão de doses de vacinas contra Covid em junho

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Novo cronograma divulgado pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira (2) reduz de 43,8 milhões para 39,9 milhões o total de doses de vacinas contra Covid previstas para junho. Com isso, serão 3,9 milhões de doses a menos para o mês.

Essa é a segunda redução em duas semanas na previsão de doses para este mês feita pela pasta. As estimativas são calculadas a partir de dados de fornecedores.

Inicialmente, a expectativa era de distribuir 52,2 milhões de doses de vacinas em junho. Na última semana, no entanto, o total foi revisto para 43,8 milhões e, agora, para 39,9 milhões.

Os ajustes no cronograma envolvem as estimativas de entregas da Fiocruz --cuja previsão passa de 20,9 milhões para 18 milhões--e do Butantan --que passa de 6 milhões para 5 milhões. A primeira é responsável pelas doses da vacina AstraZeneca/Oxford, e o segundo, pela Coronavac.

Ao citar os dois imunizantes, o ministério ressalta no cronograma que os quantitativos "estão pendentes de confirmação pelos laboratórios considerando o recebimento de IFA [insumo usado na produção das doses]".

Diz ainda que os valores representam uma projeção "com base nos contratos e tratativas feitas entre os laboratórios e o Ministério da Saúde".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos