Site do Ministério da Saúde tem informação desatualizada sobre transmissão do coronavírus pelo ar

O Globo
·1 minuto de leitura

RIO — O site do Ministério da Saúde apresenta informação desatualizada sobre a transmissão do coronavírus. A página de perguntas e respostas sobre a Covid-19 informa que o contágio pela doença não ocorre pelo ar. No entanto, a forma de transmissão é reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Confira a publicação:

O item sete da página informa que a transmissão da Covid-19 "acontece de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo, por meio de aperto de mãos (principal forma de contágio), gotículas de saliva do nariz e/ou da boca, espirro, tosse, catarro, objetos ou superfícies contaminadas, como celulares, mesas, maçanetas, brinquedos, teclados de computador etc".

No entanto, desde julho a OMS reconhece evidências da possibilidade de propagação do novo coronavírus pelo ar. Na época, a Organização Mundial da Saúde atualizou em seu site oficial a seção de perguntas e respostas sobre como a Covid-19 é transmitida.

Em outubro, cientistas americanos alertaram, na revista científica Science, sobre o risco elevado de transmissão do coronavírus Sars-CoV-2 por aerossóis, que exalamos ao falar e respirar e que não são visíveis a olho nu.

Os cientistas explicam que vírus em aerossóis podem permanecer de alguns segundos a horas em suspensão, dependendo da circulação do ar, viajar mais longe do que dois metros e podem ser inalados. Eles enfatizam que essa é a forma mais perigosa e provável de transmissão.

Os autores salientam que autoridades de saúde devem orientar a população sobre a necessidade de preferir atividades ao ar livre, melhorar a ventilação de ambientes fechados e proteger profissionais de maior risco.

A reportagem entrou em contato com o Ministério da Saúde solicitando um posicionamento sobre o tema, mas ainda não teve retorno.