Ministério Público pede para investigar deputado de MT que compartilhou foto com criança armada

O Procurador Geral de Justiça do Mato Grosso, José Antonio Borges, pediu para que uma investigação seja aberta contra o deputado estadual Gilberto Cattani, do PL. Em publicação de 24 de julho, nas redes sociais, Cattani compartilhou imagens em que aparece ao lado de uma criança armada.

Polícia investiga: Vereadora trans de BH denuncia ameaça nazista

Nos EUA: Itamaraty acompanha situação de 183 brasileiros apreendidos quando tentavam entrar ilegalmente

Segundo o Ministério Público estadual, o pedido foi encaminhado ao Núcleo de Ações de Competência Originária, órgão do próprio MP, que irá levar adiante as investigações. É esse o órgão responsável por investigar autoridades com prerrogativa de foro no estado.

Segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente é proibido "vender, fornecer ainda que gratuitamente ou entregar, de qualquer forma, a criança ou adolescente arma, munição ou explosivo".

Veja a imagem alvo do Ministério Público abaixo:

"O bolsonarismo é um grupo 'perigoso', formado por trabalhadores, cristãos, pais e mães de famílias, que tem Deus, pátria e família como princípios", diz a imagem compartilhada pelo deputado, que irá disputar a reeleição em outubro, na sua conta oficial no Instagram.

Acompanha o texto, a imagem de oito pessoas, três delas crianças. O deputado aparece armado, mas não é o único. No colo de um adulto, uma das crianças aparece também com o que aparenta ser uma arma de fogo.

Procurado pelo GLOBO, Cattani ainda não se manifestou. A veículos de imprensa locais, ele disse que não foi notificado da investigação e que a arma nas imagens é de brinquedo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos