Ministério da Saúde nega pedido de demissão de Queiroga

·1 minuto de leitura
  • Ministério da Saúde nega pedido de demissão de Marcelo Queiroga

  • Informação circulou nas redes sociais na tarde desta quinta

  • Médico cardiologista é o quarto ministro da Saúde do governo de Jair Bolsonaro

O Ministério da Saúde negou ao Yahoo!, na tarde desta quinta-feira (2), que Marcelo Queiroga tenha pedido demissão do cargo de ministro. 

Em seguida, o próprio ministro fez um pronunciamento desmentindo o boato:

"Eu não sei a quem interessa essa indústria de boatos de fake news somente para desestabilizar, desestabilizar não, para tentar desestabilizar o Governo, inventando divisões do Ministério da Saúde. Eu nem pedi demissão, nem vou pedir demissão, estarei aqui no Ministério da Saúde até o dia que o Presidente da República entender que eu sou útil a nação brasileira. Brasil acima de tudo e Deus acima de todos".

O ministro esteve em reunião hoje no Palácio do Planalto com o presidente Jair Bolsonaro. De acordo com fontes ligadas ao ministério ouvidas pelo Yahoo!, ele teria entregue a Bolsonaro material para a live semanal do presidente nas redes sociais.

Leia também:

A informação do suposto pedido de demissão foi divulgado pelo site O bastidor.

Segundo apuração da reportagem, Queiroga teria dito que o ministério está profundamente dividido em meio à crise e que não consegue impor sua autoridade. 

Por outro lado, Bolsonaro tem pressionado o ministro para tornar o uso da máscara facultativo no país o quanto antes. Mas, alinhado ao presidente, Queiroga já declarou ser contra o uso obrigatório do item de proteção contra a covid-19.

O médico cardiologista é o quarto ministro da Saúde do governo Bolsonaro e assumiu o cargo com o desafio de chefiar a pasta no pior momento da pandemia no país, com uma forte pressão pela vacinação em massa da população.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos