Ministério Público prorroga por quatro dias detenção de médico bolsonarista no Egito

·2 minuto de leitura
  • Ministério Público prorrogou a detenção do médico e influenciador Victor Sorrentino

  • Ele foi preso após assediar sexualmente uma vendedora na cidade de Luxor

  • O rapaz chegou a pedir "desculpas" depois de publicar o vídeo em que aparece cometendo o assédio

O Ministério Público do Egito prorrogou a detenção do médico bolsonarista Victor Sorrentino no país por quatro dias. O próprio órgão anunciou a decisão nesta terça-feira.

Sorrentino, que também é influenciador, está preso no país desde o último domingo por ter assediado sexualmente uma vendedora de uma loja na cidade de Luxor no dia 24. Ele mesmo publicou nas redes sociais um vídeo no qual aparece fazendo comentários sexistas contra a mulher.

Leia também

“Vocês gostam mesmo é do bem duro, né?”, diz, em português. Sem entender o que o médico diz, a mulher concorda, o que faz com que ele e outro rapaz brasileiro comecem a gargalhar. “Gostam do bem duro. Comprido, também, fica legal, né?”, encerra.

No domingo, quando estava a caminho do Aeroporto de Cairo para deixar o país, Victor foi detido. Segundo o Ministério Público local, ele "violou os princípios e valores da sociedade egípcia e a santidade da vida privada da vítima".

Médico segue preso no Egito após assediar vendedora - Foto: Reprodução/YouTube
Médico segue preso no Egito após assediar vendedora - Foto: Reprodução/YouTube

De acordo com o G1, a defesa do brasileiro explicou que ele encontra-se em um prédio público do governo egípcio e que pode comunicar-se com quem desejar.

Diante da repercussão negativa de seu vídeo, Sorrentino chegou a retornar à loja em Luxor para desculpar-se com a vendedora. Ele postou nova filmagem, na qual disse que tratava-se de uma “brincadeira brasileira”.

Processo criminal contra o médico

Segundo informações divulgadas pelo Ministério Público do Egito, a vítima preferiu seguir com o processo criminal contra Sorrentino, por causa dos danos que causou ao publicar as imagens nas redes sociais.

Já o médico ainda alegou que está acostumado a brincar desse jeito com amigos e familiares no Brasil e, por este motivo, não "entendeu" o motivo da investigação.

Médico foi chamado de “irmão de farda e de fé” por Bolsonaro

Com quase um milhão de seguidores no Instagram e outros 323 mil inscritos no YouTube, Victor costuma defender o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e suas ideias, incluindo o uso de remédios como cloroquina para combate à Covid-19, apesar da comprovação da ineficácia deles contra a doença.

Bolsonarista foi detido quando tentava deixar o Egito - Foto: Reprodução/Instagram
Bolsonarista foi detido quando tentava deixar o Egito - Foto: Reprodução/Instagram

Apoiador confesso de Bolsonaro, o médico também conta com a admiração do presidente, que em 2018, gravou um vídeo dizendo que Sorrentino é um “irmão de farda e de fé”.

“O doutor Victor Sorrentino, mais do que um amigo virtual, é um irmão de farda e de fé. Juntos, nós mudaremos o Brasil”, declarou na época.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos