Ministra do Turismo gastou R$ 1 milhão do fundão em gráficas fantasmas, diz site

Empresas fantasmas são de um ex-assessor de Belford Roxo, onde o marido de Daniela do Waguinho é prefeito

Lula ao lado de Daniela do Waguinho, ministra do Turismo (Foto: Wagner Meier/Getty Images)
Lula ao lado de Daniela do Waguinho, ministra do Turismo (Foto: Wagner Meier/Getty Images)
  • Ministra do Turismo gastou R$ 1 milhão do fundão em gráficas fantasmas;

  • Empresas fantasmas são de um ex-assessor de Belford Roxo, onde o marido de Daniela do Waguinho é prefeito;

  • As empresas onde a ministra gastou R$ 1,09 milhão nunca existiram nos locais.

A ministra do Turismo, Daniela do Waguinho (União Brasil-RJ) gastou R$ 1,09 milhão em gráficas que não existem em seus endereços fiscais durante a última campanha para a Câmara dos Deputados.

As empresas, segundo a coluna do jornalista Guilherme Amado, do portal Metrópoles, são de Filipe de Souza Pegado. Ele é ex-assessor de Belford Roxo, no Rio de Janeiro, onde o marido de Daniela, Waguinho, é prefeito.

Foram R$ 561 mil em recursos do fundo eleitoral gastos na Rubra Editora Gráfica Ltda e R$ 530 mil na Printing Mídia Ltda.

O espaço da primeira companhia, ainda de acordo com a coluna, serve apenas para receber correspondências.

á o endereço da segunda empresa funciona um frigorífico de carnes. Vizinhos do frigorífico contaram nunca terem visto uma gráfica funcionando ali ou nas proximidades.

O portal Metrópoles perguntou para a ministra sobre onde funcionaria a gráfica em que gastou R$ 1,09 milhão.

A assessoria não respondeu e disse apenas que as contas de Daniela foram aprovadas pelo TRE-RJ (Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro).