Ministro do Ambiente da República Dominicana morto a tiro no gabinete

A polícia da República Dominicana deteve o suspeito de matar a tiro, esta segunda-feira, o ministro do Ambiente.

Orlando Jorge Mera foi morto no seu gabinete, em Santo Domingo, por um amigo que já foi detido

O advogado e político de 55 anos, filho do ex-presidente dominicano Salvador Jorge Blanco, chefiava o Ministério do Ambiente desde Agosto de 2020. A família da vítima disse que o alegado atirador, Miguel Cruz, era "um amigo de infância do ministro", o que explica a facilidade com que percorreu as áreas de segurança dentro do ministério. Foram disparados seis tiros numa altura em que Orlando Jorge Mera realizava uma reunião semanal com os seus vice-ministros.

Segundo fontes próximas da investigação, Miguel Cruz é um homem de negócios que estava em conflito com as políticas do ministro do Ambiente. Numa entrevista com a imprensa local em março, Orlando Jorge Mera disse que em menos de dois anos tinha levado cerca de 2300 casos a tribunal por violações de licenças ambientais e abate ilegal de árvores.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos