Ministro da CGU acompanha teste de integridade com biometria

***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF,  BRASIL,  29-07-2021: O ministro Wagner Rosário. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, BRASIL, 29-07-2021: O ministro Wagner Rosário. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ministro da CGU (Controladoria-Geral da União), Wagner Rosário, acompanhou o projeto-piloto do teste de integridade com biometria na Escola Canadense, em Brasília.

Rosário chegou ao local antes das 8h para acompanhar a emissão da zerésima —documento que atesta que a urna não contém nenhum voto antes do início da votação— e foi embora às 12h.

Na última semana, enviou ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) uma sugestão de melhoria no teste de integridade.

Em ofício, o ministro da CGU afirmou que poucos eleitores haviam sido chamados para participar do processo de auditoria. Para evitar o problema, sugeriu que todos os eleitores das seções eleitorais sorteadas fossem chamados para o teste.

Em resposta, o presidente do TSE, Alexandre de Moraes, não acatou a sugestão. Ele disse que só avaliaria as contribuições da CGU e do Ministério da Defesa após a entrega dos relatórios finais da fiscalização.