Ministro da Defesa da Rússia assinará acordo sobre grãos na Turquia, diz Kremlin

Ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu, comanda reunião com a cúpula das Forças Armadas do país em Moscou

MOSCOU (Reuters) - O ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu, estará na Turquia nesta sexta-feira para assinar um acordo apoiado pela Organização das Nações Unidas (ONU) com a Ucrânia sobre a exportação de grãos, informou o Kremlin.

Em uma ligação com repórteres nesta sexta-feira, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse: "Sim, podemos confirmar que o Ministro da Defesa Shoigu foi à Turquia. Podemos confirmar que um acordo está sendo preparado hoje".

O governo turco disse ontem que a Rússia e a Ucrânia assinariam um acordo sobre o fornecimento de grãos em Istambul, com a participação do presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, e do secretário-geral da ONU, António Guterres.

Mais de 20 milhões de toneladas de grãos ficaram presas no sul da Ucrânia desde que a Rússia enviou dezenas de milhares de soldados para o país em 24 de fevereiro, com um bloqueio de fato do Mar Negro, resultando na queda das exportações da Ucrânia para um sexto de seu nível anterior à guerra.

Os detalhes completos do acordo não foram imediatamente divulgados. Mas a agência de notícias estatal russa TASS, citando uma fonte anônima, informou que três portos ucranianos, incluindo o maior centro de exportação do país, Odessa, seriam reabertos.

Os diplomatas disseram na semana passada que os detalhes do plano incluíam navios ucranianos guiando navios de grãos em águas minadas, com a Turquia supervisionando inspeções de navios para acalmar as preocupações russas de que os embarques poderiam ser usados para contrabandear armas para a Ucrânia.

(Reportagem da Reuters)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos