Ministro da Educação ataca jornal e diz que vai usar R$ 1 bilhão da Lava-Jato

BRASÍLIA - O ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse nesta sexta-feira que R$ 1 bilhão provenientes da Lava-Jato serão gastos com "o maior projeto do mundo ocidental de creches". Ele atacou o jornal "Folha de S.Paulo" por reportagem mostrando que o Ministério da Educação (MEC) não usou ainda nenhum centavo do dinheiro, diferentemente de outras pastas que também receberam recursos do fundo da Lava-Jato. Segundo o jornal, a não utilização dos recursos em 2019 pode levar a obstáculos a seu uso em 2020, em razão das regras que regem o orçamento.

— Eu estou afirmando que a gente vai utilizar esse R$ 1 bilhão este ano no maior projeto do mundo ocidental de creches que já foi feito. Este ano a gente vai avançar no maior projeto de colocar crianças pobres em creches — disse Weintraub.

Questionado por que não usou o dinheiro em 2019, ele respondeu:

— Não foi usado porque não estava pronto o projeto. A gente não quer gastar o dinheiro como era feito no passado.

Ao fim da entrevista coletiva, chamada para falar dos resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2019, Weintraub ainda disse:

— Se esse 1 bilhão for jogado fora, desperdiçado, evidentemente que vou abandonar meu cargo.