Ministro da Educação é contra diploma: "Não adianta porque não tem emprego"

·1 minuto de leitura
Milton Ribeiro, novo ministro da Educação - Foto: Isac Nóbrega/PR
Milton Ribeiro, novo ministro da Educação - Foto: Isac Nóbrega/PR
  • Milton Ribeiro questionou a busca por um diploma universitário

  • Ministro da Educação faz nova declaração contra o Ensino Superior

  • Integrante do governo Bolsonaro já defendeu universidade "para poucos"

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, voltou a se posicionar contra o Ensino Superior. Após ter defendido universidade "para poucos", o integrante do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) questionou a busca por um diploma, em discurso no último sábado (21), em Nova Odessa (interior de SP).

"Que adianta você ter um diploma na parede, o menino faz inclusive o financiamento do FIES que é um instrumento útil, mas depois ele sai, termina o curso, mas fica endividado e não consegue pagar porque não tem emprego", declarou o ministro.

Leia também:

Um grupo de estudantes protestou contra o titular da pasta do lado de fora do evento e foi retirado a força pela Polícia Militar do portão do local. Os manifestantes pediam mais oportunidades nas universidades e garantia de acesso à internet para alunos de baixa renda que tiveram o ensino prejudicado durante a pandemia.

Há três semanas, em entrevista à TV Brasil (rede pública), Milton Ribeiro afirmou que o ensino superior não deveria ser para todos. "Universidade deveria, na verdade, ser para poucos, nesse sentido de ser útil à sociedade", declarou o ministro.

"Tenho muito engenheiro ou advogado dirigindo Uber porque não consegue colocação devida. Se fosse um técnico de informática, conseguiria emprego, porque tem uma demanda muito grande", complementou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos