Ministro da Justiça manda Polícia Federal investigar jogo da Baleia Azul

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ministro da Justiça, Osmar Serraglio, determinou nesta quarta-feira (26) que a Polícia Federal investigue o jogo Baleia Azul, que circula em redes sociais. O desafio consiste em uma série de tarefas, que culminam na tentativa de suicídio.

O pedido, que já havia sido realizado informalmente, foi formalizado à PF nesta semana. A decisão ocorreu após o tema ter sido tratado em reunião com parlamentares e o prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN).

Nos últimos meses, o jogo tem sido relacionado ao registro de ocorrências de lesão corporal, automutilação e morte de adolescentes, segundo o Ministério da Justiça. Ao menos três mortes suspeitas de relação com o jogo são investigadas em Belo Horizonte, Pará de Minas (MG) e Arcoverde (PE).

A suspeita de ligação com o jogo também é investigada no Rio de Janeiro, Paraná, Mato Grosso e Paraíba, conforme a Folha de S.Paulo noticiou. Parlamentares, porém, alegaram na reunião terem informações e relatos de vítimas em outros Estados, como Maranhão e Amazonas.

Em alguns dos Estados onde o jogo é investigado, a polícia já tem indícios de pessoas que podem estar por trás dos desafios. A investigação, porém, é mantida em sigilo. Instigar ao suicídio é crime, com pena de um a três anos se a instigação resultar em lesão corporal grave.

Pessoas que precisam de apoio podem acessar o CVV (Centro de Valorização da Vida), por meio do telefone 144. O centro também disponibiliza contato por e-mail, chat ou Skype 24 horas por dia.