Ministro da Justiça pede investigação contra revista que retratou Bolsonaro como Hitler

·1 min de leitura
Capa da revista Istoé (Foto: Reprodução)
Capa da revista Istoé (Foto: Reprodução)
  • Ministro da Justiça pede investigação contra revista que retratou Bolsonaro como Hitler

  • Presidente Jair Bolsonaro foi retratado como Adolf Hitler na capa da revista IstoÉ

  • Publicação deve ser investigada pela PF por possível crime a honra

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, solicitou na quarta-feira (20) a abertura de inquérito contra a revista IstoÉ, por "possível crime a honra", referente à capa da edição de 15 de outubro que compara o presidente Jair Bolsonaro a Adolf Hitler

No lugar do conhecido bigode do ditador nazista, aparece a palavra “genocida”. O líder da Alemanha foi responsável pelo genocídio de judeus durante a Segunda Guerra Mundial.

Segundo documento enviado à Polícia Federal, Torres pede a adoção de providências imediatas de “apuração dos fatos relatados, sem prejuízo de outros eventualmente caracterizados”.

Na segunda-feira (18), a Advocacia-Geral da União (AGU) enviou uma notificação extrajudicial à revista pedindo direito de resposta pela capa. A AGU quer que seja veiculada uma nova capa dizendo que “Bolsonaro defendeu a vida, o emprego, a liberdade e a dignidade”.

O órgão alega que “essa veiculação não condiz com a verdade dos fatos” e que “a notícia veiculada atinge direta e indevidamente a imagem do Presidente da República, como chefe de Estado e do governo no país e no exterior”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos