Ministro da Saúde afirma que vai tomar vacina contra a Covid-19

·1 minuto de leitura

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta sexta-feira que vai tomar a vacina contra a Covid-19. Ele deu a declaração em entrevista ao SBT.

– Sim, (vou tomar a vacina) quando chegar ao meu momento, do meu grupo – disse.

Perguntado se usaria um imunizante de qualquer marca, Pazuello respondeu:

– Acho que sim, desde que (a vacina seja) registrada pela Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária], garantia a eficácia.

O general declarou que as pessoas têm o direito de comparar as vacinas e optar por aquela que acham melhor, assim como fazem os médicos ao prescrever remédios.

– Da mesma forma, como cada médico prescreve um medicamento para aquele paciente, acho que as pessoas também podem observar as diferentes marcas e diferentes tecnologias que estão ali, para aquilo que seja menos impactante, que tenha menos efeitos colaterais para essa e aquela pessoa. A observação faz parte – afirmou.

O ministro ainda declarou que “a vacina é peça fundamental para o controle da contaminação e é por isso que a gente trabalha nela, nessa direção, o tempo todo”. Ele tem 57 anos, não faz parte de grupo de risco e já teve Covid-19.

A intenção de Pazuello de tomar a vacina contrasta com a posição do presidente Jair Bolsonaro, que declarou na última quinta-feira que não usaria nenhum imunizante porque já teve a Covid-19. Bolsonaro afirmou que já tem anticorpos.

No entanto, o Brasil já confirmou casos de reinfecção pela Covid-19. Além disso, outros líderes mundiais –como o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama– declararam que vão tomar a vacina como forma de dar o exemplo para a população